quinta-feira, maio 31, 2007

Why does it always rain on me?

Sunny days
Where have you gone?
I get the strangest feeling when you belong.
Why does it always rain on me?
Is it because I lied when I was seventeen?
Why does it always rain on me? (...)

Travis

Se já não bastasse a azelhice do pára-choques já relatada, este sábado, a caminho de Belfast, o carrito decidiu dar o berro, e eis que fiquei encostado na auto-estrada!
Talvez a famosa "junta da colaça", no mínimo! Fuminho branco no escape, motor sobreaquecido, e eis que o carro dá o pifo.
Tenho a sorte de ter assistência em viagem, mas de nível básico - cobre só 10 milhas, que foi no fundo a distância de sair da auto-estrada e voltar a entrar no sentido contrário, para ir para casa.
Resultado: 75€ de reboque, 600€ de motor "novo", fora montar e outras peças (tipo radiador: 105€).
A brincadeira está a sair cara, para não falar da dependência de boleias que durou (e dura ainda) esta semana toda.
Foi a famosa atitude portuguesa do (como se diz na Austrália), "she'll be all right!"
O carro estava para ir à revisão já há um tempito, fui adiando porque queria tratar do pára-choques ao mesmo tempo, mas este entretanto estava a demorar a vir...
Óleo na água, radiador ao ar, etc,etc...
Se fosse a vender o carro arranjado, não me dava mais de 3600€, mas sempre fica mais barato arranjá-lo do que comprar um novo;a ver vamos se fica direito (e se o azar acaba)!

segunda-feira, maio 21, 2007

Rock Bottom



A expressão inglesa aplica-se aqui para dizer que "a coisa" parece que bateu mesmo no fundo!
Não sei se ria ou chore, mas ainda estou de boca aberta ao ler o artigo de O Público online. Basicamente diz que:

"Um professor de Inglês, que trabalhava há quase 20 anos na Direcção Regional de Educação do Norte (DREN), foi suspenso de funções por ter feito um comentário – que a directora regional, Margarida Moreira, apelida de insulto – à licenciatura do primeiro-ministro, José Sócrates."

Não sei que cobertura é que os restantes media deram ao caso, nem a gravidade da situação, mas custa-me a crer que este acto da directora regional seja aceitável.
Faz-me lembrar uma senhora engenheira que trabalhava no Ministério da Educação, com quem estive em tempos em contacto por necessitar de uma declaração, tendo esta recusado a dar-ma.
O serviço de contencioso emitiu a declaração mais tarde, depois de me queixar, e vim a saber uns meses depois que essa senhora tinha sido despedida, ou por outra, "já lá não trabalhava".
É que na administração pública gostam de varrer as coisas para debaixo do tapete, e empurrar incompetentes de um lado para o outro...

domingo, maio 20, 2007

Festejem por mim...


In extremis sabe melhor...e SC Braga em 4º - o GRANDE dos pequenos!
Na semana passada passou por aqui o cortejo da UP, agora a festa é outra!

sexta-feira, maio 18, 2007

ABC Campeão


Tentando combater a já muito falada "futebolização do desporto", este texto pretende só assinalar a consagração do ABC de Braga como bicampeão nacional de andebol e já agora do Porto como hexacampeão de hóquei em patins.
Muitos não sabem, mas o ABC foi um clube de muitas modalidades desportivas (aliás o nome do clube é Académico Basket Clube) e incluía o Hóquei em Patins, com uma grande equipa, pelo que sei. Foi nesse mesmo clube que aprendi a patinar com a tenra idade de 5 ou 6 anos. Não cheguei a jogar hóquei lá, porque entretanto o andebol foi crescendo e decidiram acabar com o hóquei. Se bem me lembro iam também pôr um piso novo que não era compativel com o hóquei, e as tabelas necessárias ao hóquei também tinham que desaparecer.
Foi uma crueldade, mas entretanto o pessoal do hóquei que saiu fundou um clube novo, o Hóquei Clube de Braga, onde joguei onze anos, ou coisa parecida (ok, muitos deles no banco) em todas as camadas de formação e ainda algum tempo como sénior.
Na foto vê-se o material que trouxe para a Irlanda na esperança de encontrar um clube, mas está a ganhar pó... aqui não há disso!

quinta-feira, maio 17, 2007

Daqueles dias para ficar em casa...


O dia de ontem foi outro dos que não correu pelo melhor. Logo de manhã começou com um "bang" para acordar. Uma daquelas quarentonas de jipe, que nem aos pedais chega (sem ofensa para as que sabem conduzir), já tinha travado sem razão anteriormente, quando ia a caminho da escola, e fez o mesmo mais à frente, ao entrar numa rotunda.
Não vinha nenhum carro, mas ela lembrou-se de travar de repente;eu, que nem vinha depressa nem muito chegado, acabei por não conseguir evitar bater-lhe por trás (nada de piadas porcas).
Estava a chover e o piso estava portanto molhado, e ela tinha uma grande cena para reboque, que me deu cabo do pára-choques todo, além de um farol. Lá acabou o estado de graça do meu novo Ferrari que tenho há menos de um ano. Até ia tirar uma foto do carro para colocar aqui mas tenho preguiça.
No meio de tudo isso, valeu o facto de não ter causado danos ao jipe. Se as finanças estavam mal, agora estão piores, até porque não compensa "meter ao seguro".
As más notícias continuaram, com um telefonema sobre a casa que ando para comprar há meses. Devia mudar de casa este fim de semana, mas de novo problemas impedem que isso aconteça.
Para finalizar, más notícias do grupo da ARCUM que me desiludiu...

terça-feira, maio 15, 2007

Tintins, mas não o do Hergé


Ultimamente tenho pensado na cidade de Colónia, Alemanha, um pouco mais do que o costume;no ano académico de 2000/01 vivi por lá e passei dos anos mais importantes e memoráveis da minha vida.
Esses tempos têm-me vindo à memória porque há a remota hipótese de lá dar um salto este Verão (embora já lá tenha voltado desde 2001), e porque o programa que me levou lá faz agora 20 anos (Sócrates-Erasmus).
Além disso, foi a actividade que levei a cabo na bonita cidade de Köln que me levou ontem a ir tirar uma radiografia. Eu e o grande David arranjámos trabalho ao fim de semana como condutores de riquechó, transportando alemães obesos e companhia pela cidade. Era bom dinheiro e divertido fazer de taxista de bicicletas, e um desafio conhecer minimamente a cidade (de 1 milhão de habitantes). Mas feito o balanço não deve ter compensado, sobretudo depois de um dia em que caí no erro de aceitar levar um casal de obesos mórbidos, sem exagero, com o seu filho ou filha, já não me lembro, e sentir o meu joelho a esticar todinho numa subida.
Conduzia na altura um dos calhambeques que se vê na imagem (podia ter posto fotos minhas mas não as tenho comigo), e não um dos modernos que a empresa agora usa. Quando lá estive a empresa estava praticamente no início, só um gajo e a namorada a copiar o que já se fazia noutras cidades alemãs e noutros países. Agora parece que está bem estabelecido.
Eu lá andei com um joelho elástico, continuando a fazer pela vida, para ter algum para dar umas voltas pelo país, isto depois de ir ao médico e me dizer para ir à minha vida que não via nada.
Agora, seis anos depois, continua a doer-me o joelho;não no dia-a-dia nem no desporto em geral, isso melhorou muito com o tempo, mas quando corro em superfície dura, sobretudo se é a subir e a descer. Dor terrível que desce pela perna.
Ora eu que ainda gostava de correr uma maratona antes de morrer, chateei-me e fui ao médico aqui (à pala). Dez minutos depois estava a fazer uma radiografia (grátis) e agora terei que esperar uns tempos largos para ver um ortopedista (de graça).
Toda a razão deste post para falar de Colónia e para mencionar a experiência que foi terem-me dado uma bata para vestir, tirar as calças e levantar a bata para a dita "fotografia" ao joelho direito. Mas o mais engraçado e inédito para mim até agora, foi a pequena protecção que me deram para os "tintins". Fez-me lembrar os tempos do hóquei em patins em que usava coquilha, se bem que isto era uma coisa diferente e "externa à bata". É bom saber que há mais quem se preocupe com o Zé Tolas, ou como lhe queiram chamar!
Claro que eu já investiguei na net e sei de que se trata o problema no menisco, só espero é que eles o descubram desta vez...

domingo, maio 13, 2007

Transling - Translation & Consultancy


Já que estou numa de fazer favores a terceiros, aqui fica mais um: Pediram-me para divulgar este novo negócio/página de internet.
Trata-se de uma empresa de serviços de consultadoria de todo o tipo, bem como de tradução e interpretação. Já usufruí dos serviços e realmente é satisfação garantida!
A "chalaça" do nome Transling, além da óbvia alusão à tradução, prende-se também, pelo que me disseram, com o facto de a empresa de transportes da Irlanda do Norte se chamar Translink e assim "Transling" chama mais facilmente a atenção e ficar no ouvido (as cores do logotipo de ambas as empresas têm semelhanças e o endereço da página de internet também).
www.transling.co.uk

terça-feira, maio 08, 2007

Dia histórico


Nunca como hoje a "imagem de marca" de nomanisanisland fez tanto sentido como hoje. O Parlamento em Stormont, Belfast,(foto em baixo) está de novo de portas abertas. Como já tinha dito aqui, há que ir com calma na abordagem a este marco "histórico", porque a estabilidade é apenas aparente e de conveniência, mas pode ser que a coisa até corra bem. Cá estarei para dar notícias sobre as decisões que os partidos e deputados irão tomar para decidir o rumo da Irlanda do Norte, agora que o parlamento em Westminster já não tem "voto na matéria" em relação aos assuntos daqui.

A imagem que se vê acima, é de um monumento que se encontra na cidade de Derry (Londonderry para os Protestantes), sob a temática da reconciliação. O monumento/estátuas dão pelo nome de "Hands across the divide".

Keano em grande


Roy Keane, emblemático ex-jogador do Manchester United (actual campeão Inglês) entre outros clubes, estreou-se esta época a treinar o Sunderland da liga secundária Inglesa (Coca-Cola Championship).
Keane pegou na equipa um mesito depois do início do campeonato, quando o Sunderland se encontrava no fundo da tabela, e não só o promoveu à Premiership como se sagrou campeão do Championship.
Suponho que o equivalente Português a este Irlandês é Manuel Cajuda. Qual Mourinho qual quê, Cajuda é o salvador e também sabe ser arrogante!
Bem-vindo Guimarães! O SC Braga já tinha saudades de vos dar no pêlo! ;)

sexta-feira, maio 04, 2007

MAY THE 4TH



Hoje, segundo a piada que é aparentemente velhinha, é o dia do Star Wars.
É que hoje é "May the fourth" (May 4th), e todos conhecemos, até eu que não consigo motivar-me para ver filmes do Star Wars, Senhor dos Anéis e outros que tais, que na triologia e afins se usa a saudação "May the force be with you"...
Fica aqui o tributo aos fans, entretanto, que a paz esteja convosco...

quinta-feira, maio 03, 2007

Ir ao "pub" já só faz mal ao fígado!!


Avizinha-se o primeiro fim de semana com a proibição em vigor na Irlanda do Norte. Depois de a República da Irlanda ter dado o exemplo em 2004, seguiu-se a Escócia e o País de Gales. Na Inglaterra a proibição inicia-se no Verão, e pelos vistos em Portugal teremos algo parecido para o ano. Há muitos outros países na Europa e pelo mundo fora que já têm leis restritivas em relação ao consumo de tabaco em espaços fechados. Sou totalmente a favor e não vou perder tempo aqui a explicar-me. Claro que não sou adepto de leis ditatoriais, e idealmente deviriam acomodar-se os interesses de fumadores e não-fumadores, mas isso tem-se provado muito difícil e de pouca eficácia, embora alguns países o tentem fazer.
Primeiro que tudo está a saúde das pessoas e sobretudo de quem nesses espaços trabalha.
De passeio por Bangor, Irlanda do Norte, vi o anúncio de um dos muitos pubs:
"Come and enjoy the last hours before the smoking ban. Free signed and dated ashtray from our pub to the last four people lighting up, to show to their grandchildren."

GSNAL - Grupo Sem Nome ou Adoradores do Lua


Anda por aí um grupo de gandulos (acho que nunca escrevi esta palavra na minha vida!), ou muito pelo contrário, que querem mudar o status quo em várias vertentes, e me pediram para lhes dar algum destaque neste meu humilde blogue, de forma a engrossarem as hordas de seguidores. (Que parágrafo longo)!
Aqui fica o que me foi pedido, mas não caiam no erro de ligarem a minha pessoa a esse grupo de desalinhados.

A minha fotografia
Nome:
Localização: Ireland

"O mito é o nada que é tudo/ O mesmo sol que abre os céus/ É um mito brilhante e mudo..." Pessoa. Assim sou eu...

Powered by Blogger